Quarta-feira, 25 de Maio de 2022 - 19:21:15

 portal professor         portal aluno

  • ead

FIRB vai oferecer curso para Fundação de Moçambique

ANDRADINA- As Faculdades Integradas “Rui Barbosa” de Andradina e o IED- Institute Of Education na Development de Moçambique, na África, estão integrados num programa de Educação Executiva Internacional como objetivo de transferência de conhecimentos através de processos de capacitação.

A primeira etapa do programa acontecerá de 4 a 8 de abril  nas dependências das FIRB em Andradina, com a  realização de um curso de cinco dias para um grupo de servidores públicos de Moçambique, entre eles a presidente do IED, Leonor José Muchavo. A capacitação versará sobre “Gestão Pública: Planejamento e Execução Orçamentária e Financeira; A Lei de Responsabilidade Fiscal e a Estabilidade Econômica: Gestão de Patrimônio, Gestão/Desenvolvimento de Pessoas do Setor Público e Gerenciamento Estratégico de Organizações”

O economista Norival Nunes, especialista em gestão e contabilidade pública, um dos monitores do curso, disse que o Brasil tem muito a contribuir, principalmente com a Lei de Responsabilidade Fiscal, que segundo ele “foi a principal responsável pelo controle das contas públicas no Brasil e a queda drástica da inflação”. Além de Norival, estão programadas palestras e debates com os professores Júlio Solis, Roberto Tibuk, Hugo Zamboni e Marcelo Plens.

“A principal finalidade é a troca de informações e a capacitação de profissionais daquele país, especialmente os profissionais ligados à administração pública”, disse o professor diretor das Faculdades Integradas Flávio Antônio Moreira.

Na  sua opinião, as oportunidades no campo do intercâmbio cultural são infinitas, assim como no campo comercial porque o  Brasil tem a experiência de administração pública democratizada, “podendo colaborar de forma produtiva para o desenvolvimento de Moçambique que tornou-se independente há apenas 40 anos”,  reintera Flávio Moreira.

O estreitamento das relações das Faculdades Integradas “Rui Barbosa” com Moçambique,  tem a intermediação do andradinense Samora Machel que já viajou várias vezes para aquele país, e de forma voluntária vem participando ativamente desse processo de internacionalização. Samora diz que o fato dele ser homônimo de um grande líder da independência de Moçambique, ajudou nessa aproximação. Meses atrás o prefeito Jamil Ono recebeu autoridades da Embaixada de Moçambique no Brasil, e alguns docentes das Faculdades Integradas “Rui Barbosa” também já estiveram naquele país africano.

 “Tudo isso faz parte do processo de internacionalização das Faculdades Integradas Rui Barbosa, começando por um país próximo da nossa cultura, colonizados por portugueses e que fala a mesma língua”, disse o presidente da Sociedade Cultural de Andradina e mantenedora das Faculdades, Regino Carlos Guimarães.